<$BlogRSDUrl$>

domingo, setembro 07, 2003





sábado, setembro 06, 2003

Tá reconhecendo alguém aí?! hehehehehe!!

Marhaban

sexta-feira, setembro 05, 2003

* Queima de amor , seja como for

Marisa Monte - Credicard Hall SP 2001 - Foto : Adriana Paiva - Periplus

* [ Texto : ' Tema de Amor ' - Marisa Monte & Carlinhos Brown - Álbum 'Memórias , Crônicas e Declarações de Amor' . Foto : Show no 'Credicard Hall' - SP, Set. , 2001 ] .

Publicado por Adriana Paiva durante o III Flash Blog .

. . . .

"Por sua culpa" 



É por sua culpa
que faço este poema.
Os dias tornaram-se longos,
as saudades fizeram-se constastes,
as amizades esvaziam-se em solidão,
a paz transmuta-se em angústia.
Estou recluso entre quatro paredes,
minha liberdade detém-se em uma prisão.
É por sua culpa
que faço este poema.
Já nem sinto as noites;
eu me enveneno na distância
que divorcia nossas mãos.
Eu me alimento de sonhos,
porque neles me encontro
revivendo os nossos dias,
e dentro dos meus sonhos
me farto de alegrias.
Foi por sua culpa
que fiz este poema.

Por Daniel Barros

Quanto mais eu fujo... 

mais encontro.
Mais eu conto uma mentira
Mais eu tiro meu time de campo
Mais encampo idéias alheias
mais me crescem as olheiras
mais percebo que não adianta
fugir
do óbvio.

FLASH INSIGHT by CoRa







"Navigare necesse est; vivere non est necesse"

Emerson, que festa!!! Navegar é preciso.... Eu acho belíssima a letra (a música também é) do Hino da Marinha Brasileira, O Cisne Branco. Abraços e parabéns pelo sucesso! Hellen, do xipalapala.


CISNE BRANCO


Canção do Marinheiro
Letra: Benedito Xavier de Macedo
Música: Antonio do Espírito Santo

- I -

Qual cisne branco em noite de lua
Vai deslizando num lago azul,
O meu navio também flutua
Nos verdes mares, de norte a sul

- II -

Linda Galera que em noite apagada
Vai navegando num mar imenso,
Nos traz saudades da terra amada,
Da Pátria minha em que tanto penso

- III -

Qual linda garça

Que aí vai cruzando os ares,
Vai navegando

Sob um belo céu de anil
A minha galera
Também vai cruzando os mares;
Os verdes mares

- IV -

Quanta saudade nos trás a volta
A nossa Pátria do coração,
Dada por finda nossa derrota,
Temos cumprido nossa missão.

Eu sou aquele navio... 


Miragem do Porto
(Lenine e Bráulio Tavares)

Eu sou aquele navio
no mar sem rumo e sem dono.
Tenho a miragem do porto
pra reconfortar meu sono,
e flutuar sobre as águas
da maré do abandono
Ê lá no mar
Eu vi uma maravilha.
Vi o rosto de uma ilha
Numa noite de luar
Êta luar
Lumiou meu navio,
Quem vai lá no mar bravio
Não sabe o que vai achar
E sou a ilha deserta
Onde ninguém quer chegar.
Lendo a rota das estrelas,
na imensidão do mar
chorando por um navio
ai, ai, ui, ui
Que passou sem lhe avistar.

Longe do mar




Tô indo lá pro Flash Blog do Emerson

Marhaban


Porque não há nada mais lindo que o céu.

Anna Carolina
Uma música da Sueli Costa e Paulo Cesar Pinheiro para o Emerson:



Another Last Drink - Jospeh Lorusso

Cão Sem Dono

(Sueli Costa e Paulo César Pinheiro)



É nas noites que eu passo sem sono
Entre o copo, a vitrola e a fumaça
Que ergo a torre do meu abandono
E que caio em desgraça
É nas horas em que a noite faz frio
E a lembrança ao castigo me arrasta
Solidão é o carrasco sombrio
E a saudade a vergasta
Se eu cantar a alegria sai falsa
Se eu calar a tristeza começa
E eu prefiro dançar uma valsa
Que ouvir uma peça
E eu recuo, eu prossigo e eu me agito
Eu me omito, eu me envolvo e eu me abalo
Eu me irrito, eu odeio, eu hesito
Eu reflito e me calo



da Li





Uma colagem minha pra festa do Emerson.

E pra variar... um sonzinho no radinho que peguei do Dudi:






Beijocas

Carminha

A Praia invade esta praia... 



O Mirandinha pinta aqui pra deixar este presentinho da Praia. Foram plantar cannabis sativa marinha e olha só no que deu...
-*Hobb*- E pra não ficar atrás fiz meu próprio Logo pro Flash Blog... Meio Escatológico... mas bem legal!



Tara a Bit!
Hobb - 1984 - Onde tudo começou

-*Hobb*- Navegando pelas ondas da net peguei um tufão e acabei chegando aqui.... E pra não ficar chato, como cantam os Rolling Stones "Let´s Spend The Night Together!!!"...



Tara a Bit!
Hobb - 1984 - Onde tudo começou

CoRa Não podia deixar de prestigiar!!! :o) 



Deixei minha casa, e o quentinho do meu cobertor
pra zonear na crash-night do FLASH BLOG

alta madrugada!!! 

A festa rolando solta no Anomia e a gente aqui da banda do Blog'n'Roll, a The B&R Club Band, chega para animar a parada com um belo clássico do rock nacional. Para ilustrar, a arte de Ryan E. Fitzgerald.

[ Pro Dia Nascer Feliz : Cazuza e Frejat ]



Todo dia a insônia
Me convence que o céu
Faz tudo ficar infinito
E que a solidão
É pretensão de quem fica
Escondido, fazendo fita

Todo dia tem a hora da sessão coruja
Só entende quem namora
Agora vam' bora
Estamos, meu bem, por um triz
Pro dia nascer feliz
Pro dia nascer feliz
O mundo acordar
E a gente dormir

Pro dia nascer feliz
Essa é a vida que eu quis
O mundo inteiro acordar
E a gente dormir

Todo dia é dia
E tudo em nome do amor
Essa é a vida que eu quis
Procurando vaga
Uma hora aqui, outra ali
No vai-e-vem dos teus quadris

Nadando contra a corrente
Só pra exercitar
Todo o músculo que sente
Me dê de presente o teu bis
Pro dia nascer feliz
Pro dia nascer feliz
O mundo inteiro acordar
E a gente dormir, dormir

Pro dia nascer feliz
Essa é a vida que eu quis
O mundo inteiro acordar
E a gente dormir

quarta-feira, setembro 03, 2003



QUE EU NÃO ME PERMITA !

Que eu não me permita perder o romantismo,
mesmo sabendo que as rosas não falam;

Que eu não perca o otimismo, mesmo sabendo que
o futuro que nos espera não é assim tão alegre

Que eu não perca a vontade de viver, mesmo sabendo que
a vida é em muitos momentos dolorosa;

Que eu não perca a vontade de ter grandes amigos(as),
mesmo sabendo que com as voltas do mundo, eles(as)
acabam indo embora de nossas vidas;

Que eu não perca a vontade de ajudar as pessoas,
mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver,
reconhecer e retribuir esta ajuda;

Que eu não perca o equilíbrio, mesmo sabendo que
inúmeras forças querem que eu caia;

Que eu não perca a vontade de amar, mesmo sabendo que
a pessoa que eu mais amo pode não ter o mesmo
sentimento por mim;

Que eu não perca a luz e o brilho no olhar,
mesmo sabendo que muitas coisas que
verei no mundo escurecerão meus olhos;

Que eu não perca a garra, mesmo sabendo que
a derrota e a perda são dois adversários
extremamente poderosos;

Que eu não perca a razão, mesmo sabendo que
as tentações da vida são inúmeras e deliciosas;

Que eu não perca o sentimento de justiça,
mesmo sabendo que posso ser prejudicado;

Que eu não perca o meu forte abraço,
mesmo sabendo que um dia meus braços estarão fracos;

Que eu não perca a beleza e a alegria de ver,
mesmo sabendo que muitas lágrimas brotarão
dos meus olhos e escorrerão por minha face;

Que eu não perca o amor por minha família, mesmo sabendo que ela muitas vezes me exigirá
esforços incríveis para manter sua harmonia;

Que eu não perca a vontade de doar este enorme
amor que existe em meu coração, mesmo sabendo que
muitas vezes ele será submetido e até rejeitado;

Que eu não perca a vontade de ser grande,
mesmo sabendo que o mundo é pequeno;

E acima de tudo...
Que eu jamais me esqueça que um pequeno grão de alegria
e esperança dentro de cada um é capaz de mudar
e transformar qualquer coisa, pois ...

... a VIDA é construída nos sonhos e concretizado com AMOR!!!

Esse poema foi deixado no meu livro de visitas: Meu Mundo e Tudo Mais..., achei tão lindo que resolvi compartilhar...

beijinhos.
Aldy.

Live Duck 







terça-feira, setembro 02, 2003



Doe um livro no próximo 11 de setembro


Livros sempre foram coisas muito importantes na minha vida. Desde que aprendi a ler, leio quase tudo que me cai às mãos.

O escritor que me fez ainda bem pequena (3 anos e meio) ter vontade de saber ler, foi Monteiro Lobato. Ele e seu Sítio do Pica-Pau Amarelo foram grandes estímulos pruma menininha de cabelos cacheados e cara de safada fugir da sala do jardim de infância quase todo dia na hora do "soninho", ir pra sala do primeiro ano e ficar lá sentadinha tentando decifrar e entender aquelas letras que a professora escrevia no quadro negro (muitas vezes deixando as freiras loucas com meu sumiço).

Eles são pra mim como portais, quando começo a ler um bom livro sinto-me como que carregada, levada por aí por mãos invisíveis. Viajo; conheço lugares; sinto os cheiros; ouço os sons; vejo as cores; choro, sorrio, me emciono com os personagens e suas histórias.

Existem alguns escritores que simplesmente me fazem morrer pro mundo quando estou lendo seus livros, e de alguns personagens chego a sentir sinceras saudades.

Por esses motivos quando recebi o mail que transcrevo abaixo, me encantei com a idéia e resolvi aderir ao movimento.


Poetic Attack

On September 11th there will be a poetic attack in many parts of the world. Everyone who is interested in knowledge is invited to go out on that day and leave a book in a park, in a cafe, or in a public place, so that it can be found by someone else and taken as a gift. Anyone who donates a book is entitled to bring home the books they find.
Will you adopt a book? Will you set it free?
Please forward this information. Let's hope the movement will grow.
Thanks to all the unknown readers.


Atentado Poético

No próximo 11 de setembro ocorrerá em diferentes partes do mundo um atentado poético. Todas as pessoas interessadas no saber estão convidadas a sair pelas ruas nesse dia com um livro, dedicado a um desconhecido, e deixar esse livro em um parque, um café, um lugar público, para que seja encontrado e levado de presente. Aos doadores, por sua vez, é permitido receber e levar para casa os livros que encontrarem.
Você adotará um livro? Libertará um livro?
Por favor, circule esta informação. Esperamos que o movimento cresça.
Obrigado a todos os leitores desconhecidos.

No próximo dia 11 eu vou escrever uma dedicatória bem bonita e deixar, em algum lugar público, um livro pra alguém.
Que tal você participar deixando também um livro e divulgando essa idéia?
O futuro agradece.

Por Lu

segunda-feira, setembro 01, 2003

A Próxima Vítima, a Próxima Festa...  

FLashBlog!!! - Nos ajude a divulgar! A próxima festa, ou melhor, vítima, poderá ser você!!! :) - E não é que a amiga Funny me deu a honra de sediar a terceira edição do FlashBlog no Anomia?
Fiquei tão feliz que as palavras me fugiram agora. A data já está marcada, será dia 05/09, ou seja, a partir da meia-noite de quinta-feira próxima!
Durante a semana vou postar sobre os preparativos da festa que há de ser eminentemente poética e musical! E viva a arte do devanear que há em nós!

Valeu mesmo Funny!!!
Os agradecimentos também vão ao grande criador Matusca e à Ângela, em cujo blog se deu o primeiro FLashBlog!
Ainda não sabe o que é FlashBlog? Pois acesse aqui e veja como foi a segunda festa!
Tenho que agradecer, desde já, também ao Fábio do Falou & Disse, que está dando uma enorme força com os comentários!

"Navigare necesse; vivere non est necesse" - latim, frase de Pompeu, general romano, 106-48 aC., dita aos marinheiros, amedrontados, que recusavam viajar durante a guerra, cf. Plutarco, in Vida de Pompeu] in Jornal de Poesia, by Soares Feitosa

This page is powered by Blogger. Isn't yours?